Feliz de quem tiver uma PEDRA em SAGRES

Palavras-chave | Keywords

"Boca do Rio" "Ermida da Guadalupe" "Farol de São Vicente" "Fauna e Flora" "Fortaleza de Sagres" "Gentes & Paisagens" "Gentes de Vila do Bispo" "Geologia e Paleontologia" "História do Mês" "Martinhal" "Menires de Vila do Bispo" "Paisagens de Vila do Bispo" "Tales from the Past" 3D Abrigo Antiguidade Clássica Apicultura ArqueoAstronomia Arqueologia Experimental Arqueologia Industrial Arqueologia Pública Arqueologia Subaquática Arquitectura arte Arte Rupestre Artefactos Baleeira Barão de São Miguel Base de Dados Bibliografia biodiversidade Budens Burgau Calcolítico Carta Arqueológica de Vila do Bispo Cartografia Cetárias Cista CIVB-Centro de Interpretação de Vila do Bispo Complexo industrial Concheiro Conservação e Restauro Descobrimentos Divulgação Educação Patrimonial EPAC Escolas & Paisagens de Vila do Bispo Espeleo-Arqueologia Estacio da Veiga Estela-menir Etnografia Exposição Figueira Filme Forte Fotografia Grutas Homem de Neandertal Idade Contemporânea Idade do Bronze Idade do Ferro Idade Média Idade Moderna Iluminados Passeios Nocturnos Ingrina Islâmico Landscape marisqueio Medieval-Cristão Megalitismo menires Mesolítico Mirense mitos & lendas Moçarabe Moinhos Museologia Navegação Necrópole Neo-Calcolítico Neolítico Neolítico Antigo NIA-VB Paleolítico Património Edificado Património natural Património partilhado Pedralva Pesca Povoado Pré-história Proto-história Raposeira Recinto Megalítico/Cromeleque Referências RMA Romano Roteiro Sagrado Sagres Salema Santos Rocha São Vicente Seascape Toponímia Vila do Bispo Villa Romana
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Guias-Intérpretes visitam o património megalítico de Vila do Bispo

No dia 29 de fevereiro a Associação Portuguesa de Guias-Intérpretes e Correios de Turismo promoveram uma visita ao Concelho de Vila do Bispo, no âmbito das ações de formação e de reciclagem dos seus associados. Para o efeito, a AGIC solicitou ao arqueólogo da Câmara Municipal de Vila do Bispo uma visita guiada ao património megalítico do Concelho, no sentido do enriquecimento de conhecimentos sobre um território que os seus associados regularmente visitam, diversificando, assim, os pontos de interesse em futuras visitas.
No período da manhã o grupo visitou o menir do Padrão, na Raposeira, o monumento megalítico melhor preservado do Concelho e com mais informação associada. Depois do almoço, num dos restaurantes típicos de Vila do Bispo, seguiu-se um percurso pedestre de cerca de 3 km, ao longo do Roteiro Megalítico do Monte dos Amantes, entre a “Pedra Escorregadia”, o Monte dos Amantes e o Cerro do Camacho, pequena elevação de onde se pôde avistar o Promontorium Sacrum, recuperando-se, in loco, alguns curiosos relatos produzidos por autores greco-romanos entre o século IV a.C. e o século IV d.C. Por fim, e complementarmente, o grupo foi convidado a visitar a Praia da Salema e um trilho de pegadas de dinossauro Iguanodontídeo.
Por seu turno, no passado dia 21 de março, um grupo de Guias-Intérpretes do Algarve também organizou uma visita ao território de Vila do Bispo, desta feita solicitando especificamente um passeio guiado no Roteiro Megalítico do Monte dos Amantes, ao longo do qual foi possível observar uma série de menires perfeitamente integrados num discurso paisagístico de 1.ª grandeza natural e cultural.
A visita terminou com uma tradicional tiborna, pão com chouriço, bolos quentes e chás aromáticos, produzidos “na hora” pela Família Pedro. A Casa Família Pedro é um Alojamento Local, “à beira” dos menires da Pedra Escorregadia, que nos últimos dois anos se associou a um projeto designado de “Iluminados Passeios Noturnos”, com o qual se tem pretendido lançar pontes entre o património megalítico e a economia local e desenvolver estratégias de valorização de sítios e monumentos do Concelho.
Com estas visitas guiadas a Câmara Municipal de Vila do Bispo pretende facultar a transmissão de conteúdos informativos e formativos e a promoção de diferenciados produtos de turismo cultural.