Feliz de quem tiver uma PEDRA em SAGRES

Palavras-chave | Keywords

"Boca do Rio" "Ermida da Guadalupe" "Farol de São Vicente" "Fauna e Flora" "Fortaleza de Sagres" "Gentes & Paisagens" "Gentes de Vila do Bispo" "Geologia e Paleontologia" "História do Mês" "Martinhal" "Menires de Vila do Bispo" "Paisagens de Vila do Bispo" "Tales from the Past" "Vale de Boi" 3D Abrigo Antiguidade Clássica Apicultura ArqueoAstronomia Arqueologia Experimental Arqueologia Industrial Arqueologia Pública Arqueologia Subaquática Arquitectura arte Arte Rupestre Artefactos Baleeira Barão de São Miguel Base de Dados Bibliografia biodiversidade Budens Burgau Calcolítico Carta Arqueológica de Vila do Bispo Cartografia Cetárias Cista CIVB-Centro de Interpretação de Vila do Bispo Complexo industrial Concheiro Conservação e Restauro Descobrimentos Divulgação Educação Patrimonial EPAC Escolas & Paisagens de Vila do Bispo Espeleo-Arqueologia Estacio da Veiga Estela-menir Etnografia Exposição Figueira Filme Forte Fotografia Geographia Grutas Homem de Neandertal Idade Contemporânea Idade do Bronze Idade do Ferro Idade Média Idade Moderna Iluminados Passeios Nocturnos Ingrina Islâmico Landscape marisqueio Medieval-Cristão Megalitismo menires Mesolítico Mirense mitos & lendas Moçarabe Moinhos Museologia Navegação Necrópole Neo-Calcolítico Neolítico Neolítico Antigo NIA-VB Paleolítico Património Edificado Património natural Património partilhado Pedralva Pesca Povoado Pré-história Proto-história Raposeira Recinto Megalítico/Cromeleque Referências RMA Romano Roteiro Sagrado Sagres Salema Santos Rocha São Vicente Seascape Toponímia Vila do Bispo Villa Romana
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Redescobrir os Segredos do Algarve | Rota Omíada - Vila do Bispo

SAGRES, O CABO SAGRADO
UM SANTUÁRIO NATURAL
UM TEMPLO INTEMPORAL

No âmbito da iniciativa «Redescobrir os Segredos do Algarve | Rota Omíada», promovida pelo Turismo do Algarve com o apoio da Direção Regional de Cultura e do Município de Vila do Bispo, na passada terça-feira, dia 6 de dezembro, Vila do Bispo recebeu a visita de jornalistas e operadores turísticos, dando-lhes a conhecer alguns dos segredos do território e da oferta turística do concelho, nomeadamente relativos ao seu património natural, arqueológico e histórico e à cultura gastronómica.
Os convidados foram acolhidos no Centro de Interpretação de Vila do Bispo pelo presidente da Câmara Municipal, Adelino Soares, por Desidério Silva, presidente da RTA, e Alexandra Gonçalves, diretora regional de Cultura. No local tiveram a oportunidade de visitar a exposição "Paisagens Condutoras", de Jorge Rocha, e de saborear alguns sabores da doçaria tradicional.
Seguiu-se um passeio lúdico-interpretativo pelo concelho, ao longo do qual foram desvendados alguns segredos de Vila do Bispo, nomeadamente os antigos cultos pré-históricos monumentalizados no menir do Padrão, na Raposeira, a costa sul e a finisterra mediterrânica, a biodiversidade e os vestígios romanos da praia da Boca do Rio, o Forte do Beliche e o Cabo de São Vicente, zona onde se presume ter existido a mítica Ermida do Corvo.
A visita terminou com uma subida à lente do imponente Farol de Dom Fernando e com um mágico pôr-do-sol no estremo mais sudoeste da Europa.
A fam trip teve ainda como objetivo dar a conhecer a Rota Omíada do Algarve, uma vez que Vila do Bispo integra esta rota.
Recordamos que a Rota Omíada consiste num percurso transfronteiriço dedicado ao turismo cultural, designadamente ao legado islâmico omíada. A rota une sete países da orla mediterrânica – Itália, Tunísia, Egito, Jordânia, Líbano, Espanha e Portugal – e uma herança patrimonial e cultural comum a todos eles!
Na região algarvia (Al-Gharb) a rota abrange 11 municípios e 14 localidades, designadamente Sagres, no Concelho de Vila do Bispo.
Os omíadas terão governado na nossa região entre 713 e 1031, legando-nos uma significativa memória patrimonial e, sobretudo, uma genética herança cultural bem presente em manifestações quotidianas tão simples como a nossa língua, os números que utilizamos, os nossos hábitos…




















Descarregar aplicação Rota Omíada:

Android: http://bit.ly/RotaOmiada

Blogger-reportagem de Rafael Oliveira OLIRAF

Reportagem Blogue Turismo do Algarve

Reportagem de Pedro Lemos, Sul Informação 

Reportagem A Voz do @lgarve 

Reportagem de Daniel Pina, Algarve Informativo:



Programa/Itinerário proposto pela CMVB:



Fotoreportagem de Jorge Gomes:


'Arqueología Somos Todos' visita o Passado Romano de Vila do Bispo








No passado dia 04 de dezembro, as paisagens de Vila do Bispo acolheram a visita de um grupo de 50 arqueólogos e amantes da Arqueologia oriundos de Córdoba, Espanha.
Esta iniciativa de Turismo Cultural – Arqueológico foi promovida no âmbito do projeto “Arqueología Somos Todos”, uma plataforma associativa, de cultura científica, que, desde 2011, promove investigação e divulgação, em grande escala, acerca da riqueza patrimonial da cidade de Córdoba. Este projeto de Arqueologia Social integra-se no seio do Grupo de Investigación Sísifo, da Universidad de Córdoba.
As adversidades climáticas de uma tarde bastante chuvosa não foram suficientes para refrear o entusiasmo arqueológico destes nossos visitantes. Guiados pelo arqueólogo municipal, o grupo visitou os vestígios romanos da villa costeira da Boca do Rio e do complexo oleiro do Martinhal.
O passeio interpretativo terminou no Cabo de São Vicente, no ponto mais sudoeste da Europa Continental, no “fim-do-Mundo” mediterrâneo dos autores greco-romanos que, no século IV a.C., batizaram estas extremas paragens como “sagradas” – o Promontorium Sacrum!

História do Mês de Dezembro | Santo Isidro, patrono dos camponeses e dos celeiros

A ‘História do Mês consiste numa iniciativa expositiva do Centro de Interpretação de Vila do Bispo iniciada em janeiro de 2015 onde, mensalmente, se apresenta um objeto e um associado discurso informativo. Além da divulgação, valorização e partilha de determinados apontamentos e curiosidades da memória coletiva do território, pretende-se, com esta iniciativa, provocar hábitos de visita ao nosso equipamento cultural.
A fechar o ano de 2016, vamos contar a história de Santo Isidro o Lavrador”, padroeiro  dos camponeses e dos celeiros!


Visite-nos!




PAISAGENS CONDUTORAS no CENTRO DE INTERPRETAÇÃO DE VILA DO BISPO

de Jorge Rocha
em colaboração com 
Ricardo Soares e Elena Morán


12 de novembro a 31 de dezembro




















Patente no Centro de Interpretação de Vila do Bispo até ao dia 31 de dezembro do presente ano, PAISAGENS CONDUTORAS apresenta-se como uma iniciativa da Associação Cultural RIZOMA LAB e da Câmara Municipal de Vila do Bispocom o apoio do programa 365 ALGARVETrata-se de uma exposição construída em três actos que surge como consequência de um conjunto de ações performativas desenvolvidas por Jorge Rocha entre 2013 e 2015.
As ações performativas Cozinhando na Paisagem desenvolveram Talk Shows que decorreram em sítios históricos e arqueológicos do Algarve, tendo como objetivo criar em cada um deles uma paisagem web registada na sequência de uma transmissão web, formando assim um arquivo de paisagens que são agora o fio condutor desta exposição, um trabalho artístico de Jorge Rocha desenvolvido em colaboração com o arqueólogo e fotógrafo Ricardo Soares e a arqueóloga Elena Móran.
A obra central desta exposição, que se repetirá nos três actos, é uma instalação vídeo e sonora criada a partir das paisagens web, servindo de fio condutor para três conjuntos de obras distintas desenhadas para cada uma das apresentações.
O primeiro acto decorreu já no Centro de Experimentação Artística de Loulé, o segundo acto decorre agora em Vila do Bispo e o terceiro decorrerá em 2017, em espaço a anunciar.

#nacozinha#paisagenscondutoras#mundo



Equipa PALATO 
Coordenação artística: Jorge Rocha
Coordenação científica: Elena Morán
Produção: Carmo Serpa
Fotografia: Ricardo Soares

Património Local nas Escolas Básicas do Concelho de Vila do Bispo















No âmbito das Atividades de Enriquecimento Curricular, a Câmara Municipal de Vila do Bispo propõe, para o ano letivo 2016-2017, a disciplina “Património Local (Natural e Cultural, Material e Imaterial) do Concelho de Vila do Bispo”. Este projeto tem por objetivo dotar os pequenos alunos de noções básicas sobre aspetos importantes do Património Natural, Arqueológico, Histórico e Etnográfico do Concelho de Vila do Bispo.
Através de abordagens simples e diretas, bem como pelo recurso a materiais didáticos adequados, pretende-se estimular o interesse e a curiosidade dos alunos no que diz respeito aos mais variados aspetos relacionados com o Território onde vivem, incutindo-lhes autoestima e um sentimento identitário, em termos coletivos.
Arqueologia do Concelho de Vila do Bispo uma viagem desde a Pré-história ao Período Romano”, “À Descoberta da História do Concelho de Vila do Bispo”, “Abelhas & Flores - descobrir o Serviço de Polinização”, “Aves do Concelho de Vila do Bispo” e “Biodiversidade dos Charcos Temporários Mediterrânicos do Concelho de Vila do Bispo” são as temáticas a desenvolver neste projeto que irá decorrer ao longo do presente ano letivo nas Escolas do Ensino Básico do Concelho.


Inauguração da Exposição PAISAGENS CONDUTORAS II no Centro de Interpretação de Vila do Bispo









No passado sábado, dia 12 de novembro, o Centro de Interpretação de Vila do Bispo inaugurou uma nova exposição, desta feita uma intervenção artística denominada de “PAISAGENS CONDUTORAS – 2.º ACTO”.

Trata-se de uma iniciativa da Associação Cultural RIZOMA LAB e da Câmara Municipal de Vila do Bispo, com o apoio do PROGRAMA 365 ALGARVE.
A inauguração da exposição PAISAGENS CONDUTORAS II contou com a presença de 33 pessoas, entre as quais a Sr.ª Vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Vila do Bispo, Rute Silva, a Sr.ª Comissária do PROGRAMA ALGARVE 365, Dália Paulo, e o Diretor de Serviços de Bens Culturais da DIREÇÃO REGIONAL DE CULTURA DO ALGARVE, Rui Parreira.
Patente até ao dia 31 de dezembro do presente ano, PAISAGENS CONDUTORAS apresenta-se como uma exposição construída em três actos, surgindo na sequência de um conjunto de ações performativas intituladas de COZINHANDO NA PAISAGEM, desenvolvidas em diversos sítios e monumentos histórico-arqueológicos do Algarve, entre 2013 e 2015.
Estas ações performativas desenvolveram-se num formato Talk Show, tendo como objetivo criar e registar paisagens web, produzindo assim um arquivo de paisagens que são agora o fio condutor desta exposição, um trabalho artístico de Jorge Rocha, desenvolvido em colaboração com o arqueólogo e fotógrafo Ricardo Soares e a arqueóloga Elena Móran.
A obra central desta exposição é uma instalação vídeo e sonora criada a partir das referidas paisagens web, servindo de fio condutor para três conjuntos de obras distintas, desenhadas para cada uma das apresentações.
O primeiro acto decorreu no Centro de Experimentação Artística de Loulé, o segundo acto apresenta-se agora em Vila do Bispo e o terceiro ressurgirá em 2017, em espaço a anunciar.













Equipa PALATO
Coordenação artística: Jorge Rocha
Coordenação científica: Elena Morán
Produção: Carmo Serpa
Fotografia: Ricardo Soares