Feliz de quem tiver uma PEDRA em SAGRES

Palavras-chave | Keywords

"Boca do Rio" "Ermida da Guadalupe" "Farol de São Vicente" "Fauna e Flora" "Fortaleza de Sagres" "Gentes & Paisagens" "Gentes de Vila do Bispo" "Geologia e Paleontologia" "História do Mês" "Martinhal" "Menires de Vila do Bispo" "Paisagens de Vila do Bispo" "Tales from the Past" "Vale de Boi" 3D Abrigo Antiguidade Clássica Apicultura ArqueoAstronomia Arqueologia Experimental Arqueologia Industrial Arqueologia Pública Arqueologia Subaquática Arquitectura arte Arte Rupestre Artefactos Baleeira Barão de São Miguel Base de Dados Bibliografia biodiversidade Budens Burgau Calcolítico Carta Arqueológica de Vila do Bispo Cartografia Cetárias Cista CIVB-Centro de Interpretação de Vila do Bispo Complexo industrial Concheiro Conservação e Restauro Descobrimentos Divulgação Educação Patrimonial EPAC Escolas & Paisagens de Vila do Bispo Espeleo-Arqueologia Estacio da Veiga Estela-menir Etnografia Exposição Figueira Filme Forte Fotografia Geographia Grutas Homem de Neandertal Idade Contemporânea Idade do Bronze Idade do Ferro Idade Média Idade Moderna Iluminados Passeios Nocturnos Ingrina Islâmico Landscape marisqueio Medieval-Cristão Megalitismo menires Mesolítico Mirense mitos & lendas Moçarabe Moinhos Museologia Navegação Necrópole Neo-Calcolítico Neolítico Neolítico Antigo NIA-VB Paleolítico Património Edificado Património natural Património partilhado Pedralva Pesca Povoado Pré-história Proto-história Raposeira Recinto Megalítico/Cromeleque Referências RMA Romano Roteiro Sagrado Sagres Salema Santos Rocha São Vicente Seascape Toponímia Vila do Bispo Villa Romana
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

A cobra de pedra e o sexo dos anjos... em nome do Homem, em memória da Arte






























No passado dia 03 de junho de 2018, o Centro de Interpretação de Vila do Bispo dedicou a sua tarde à Arqueologia, mais concretamente ao tema das diferentes manifestações artísticas expressas na cultura material da Pré-história e da Proto-história de Portugal.
O mote foi proposto pelo Dr. Dinis Cortes, no âmbito da inauguração da sua exposição intitulada IN NOMINE HOMINIS... PRO MEMORIA ARTIS, designação traduzível do Latim para o Português como “Em nome do Homem, em memória da Arte”.
Patente no Centro de Interpretação até ao próximo dia 15 de junho, trata-se de uma mostra fotográfica sobre o genérico tema “Arte Pré-histórica em Portugal”. Assumindo uma abrangência de escala nacional, a exposição inclui diversos trabalhos relativos à região Algarvia, com particular destaque para o território do atual Concelho de Vila do Bispo, explorando o excecional tema local “Megalitismo e Menires da Pré-história”. As propostas visuais encontram-se complementadas por uma narrativa expositiva de enquadramento cronocultural.
Além da apresentação da exposição, na 1.ª pessoa, pelo autor, a cessão contou com a presença do Professor Doutor Manuel Calado, reconhecido Pré e Proto-historiador que tem dedicado grande parte da sua carreira de arqueólogo ao conhecimento da Cultura Megalítica, em particular dos menires do Alentejo Central.
Para um melhor entendimento destas distantes realidades e tratando-se de uma temática que ultrapassa as fronteiras do Tempo e do Espaço, com uma multiplicidade de manifestações à escala global, Manuel Calado assumiu como ponto de partida os contextos pré-históricos do seu Alentejo, expandindo a investigação a realidades análogas identificadas na Península Ibérica, por toda a Europa, chegando mesmo a outros continentes, destacando-se as suas explorações etnoarqueológicas junto de povos indígenas que ainda erguem, na atualidade, monumentos megalíticos no interior da Amazónia.
Mas claro que não ficou indiferente a regiões mais próximas, ao vizinho Barlavento Algarvio, reconhecendo nos menires de Vila do Bispo significativas marcas de grande antiguidade e de diferenciada identidade cultural.
A Palestra com que nos presenteou na tarde de ontem teve precisamente por título “A Cobra de Pedra e o Sexo dos Anjos: uma leitura integrada da iconografia dos menires algarvios”.
A iniciativa contou com a presença de 23 participantes, nomeadamente a Senhora Vereadora da Câmara Municipal de Vila do Bispo, a Dr.ª Rute Silva, o Dr. Rui Parreira, da Direção Regional de Cultura do Algarve, entre outros interessados residentes no Concelho e oriundos de outras localidades algarvias.













obrigado Manuel Calado e Dinis Cortes!