Feliz de quem tiver uma PEDRA em SAGRES
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Balanço do 5th International Tsunami Field Symposium 2017

Conforme programado, o concelho de Vila do Bispo dedicou o dia 6 de setembro ao importante tema “Tsunamis”. As saídas de campo realizadas no paul da Boca do Rio e no paul do Martinhal, no âmbito do 5th International Tsunami Field Symposium 2017, reuniram cerca de 60 investigadores internacionais de áreas como a Sismologia, a Sismografia, a Geologia, a Geoarqueologia, entre outras. Dedicados ao estudo de fenómenos naturais conhecidos por “tsunamis”, estes académicos encontram-se sedeados em Universidades e Centros de Investigação de países tão diversos como distantes: Portugal, Espanha, França, Itália, Alemanha, Polónia, Inglaterra, Escócia, Marrocos, Estados Unidos da América, Japão, Singapura, Austrália, etc.
Como se sabe, os paleoestuários da Boca do Rio e do Martinhal preservam exemplares registos do tsunami produzido pelo grande terramoto de 1755, reconhecidos como significativos Casos de Estudo à escala global. Conhecido mundialmente por “Grande Terramoto de Lisboa”, esta colossal catástrofe natural foi, dentro do seu género, a mais violenta registada em Portugal nos últimos 3000 anos, sendo um dos 10 mais potentes abalos sísmicos assinalados mundialmente, desde que existe registo científico! Considerado a raridade e a expressão do fenómeno, foram abertas trincheiras nos atuais estuários da Boca do Rio e do Martinhal, para visualização dos níveis de depósito arenoso gerados pelo histórico tsunami, aproveitando-se a oportunidade para a recolha de amostras estratigráficas e sedimentares para posterior investigação laboratorial (ver fotografias anexas).
O  grupo também teve a oportunidade de visitar as escavações arqueológicas que decorrem, até ao final de mês de setembro, na villa lusitano-romana da Boca do Rio, investigação desenvolvida pela Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade do Algarve e pela universidade alemã Philipps-Universität de Marburg, com o apoio do Município. De recordar que o tsunami de 1755 foi responsável pela visibilidade arqueológica que aquelas ruínas de época romana ganharam desde então.
O acolhimento e apoio do Município à realização do 5th International Tsunami Field Symposium 2017, iniciativa promovida pelo Departamento de Geologia da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, permitiu o estreitamento de importantes laços interinstitucionais que potenciarão, no futuro, o desenvolvimento de ações científicas, justamente traduzidas e de alcance social, numa perspetiva de educação/sensibilização para a temática dos sismos e tsunamis. Estas iniciativas serão destinadas à comunidade loco-regional, particularmente às escolas, com vista à transmissão de conteúdos relacionados com corretas condutas de Proteção Civil. Com o apoio e acolhimento a este encontro científico, o Município também garantiu uma efetiva promoção internacional do seu território, já numa perspetiva de Turismo de Lazer e de Turismo Científico.
De referir, ainda, que esta iniciativa mereceu uma especial atenção dos Meios de Comunicação Social, tendo sido amplamente divulgada em jornais regionais e nacionais, bem como em dois programas televisivos da RTP: transmissão em direto no programa “Bom Dia Portugal” e reportagem no programa “Portugal em Direto”.