Feliz de quem tiver uma PEDRA em SAGRES
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Menires da Pedra Escorregadia – Cascalhar | Vila do Bispo

A "Pedra Escorregadia", documentada nas cinco primeiras imagens que se seguem, é um  menir com 2 m de maior comprimento, situado a menos de 1 km a sudoeste de Vila do Bispo, a nascente (à esquerda) do km 29.2 da antiga EN 268, no topo de um pequeno cerro com 97 metros de altura, parcialmente cortado a poente pela estrada nova.
Desta pedra, que terá originado o topónimo local, é possível desfrutar de uma panorâmica paisagem que se estende a norte até ao casario de Vila do Bispo, permitindo a directa intervisibilidade com outras áreas envolventes 'povoadas' por menires: Amantes, Camacho, Santo António, Milrei, Padrão...
Interessantes alguns ecos de tradição oral local que associam esta pedra ('Escorregadia') a um sub-actual ritual 'pagão', relacionado com cultos de amor e fecundidade!
O conjunto de monólitos da Pedra Escorregadia – Cascalhar foi talhado/afeiçoado sobre blocos de calcário regional de cor branca, apresentando formas subcilíndricas ou troncocónicas. O maior, a própria "Pedra Escorregadia", apresenta uma faixa vertical em relevo, constituída por 3 elipses. Alguns metros mais abaixo, na encosta sul do cerro, surge outro interessante monólito, um fragmentário topo de menir que também apresenta decorações gravadas – elipses/linhas ondulantes.
Partindo do cerro da Pedra Escorregadia, onde também existe uma sepultura colectiva de tipo "cista" (parcialmente escavada e com enterramentos enquadráveis em cronologias do Neolítico Final – IV Milénio a.C.), inicia-se um roteiro megalítico que permite observar, além de diversos apontamentos paisagísticos e naturais, uma série de menires hoje tombados, dispersos entre a Pedra Escorregadia, a Casa do Francêso Monte dos Amantes e o Cerro do Camacho
O roteiro original - À descoberta dos menires | Roteiro do Monte dos Amantes - promoveu a justa valorização de um interessante conjunto megalítico classificado como Imóvel de Interesse Público. Passada mais de uma década, impõe-se a sua actualização/renovação, tratando-se de uma tarefa actualmente em marcha por iniciativa da Junta de Freguesia de Vila do Bispo/Raposeira, com o apoio técnico do arqueólogo municipal. Entretanto e neste sentido, algumas acções de divulgação e sensibilização têm sido partilhadas pelo projecto Iluminados Passeios Nocturnos