Feliz de quem tiver uma PEDRA em SAGRES

Palavras-chave | Keywords

"Boca do Rio" "Cabranosa" "Cerro do Camacho" "Concheiro do Castelejo" "Ermida da Guadalupe" "Farol de São Vicente" "Fauna e Flora" "Fortaleza de Sagres" "Forte de Almádena" "Forte de Beliche" "Gentes & Paisagens" "Geologia e Paleontologia" "História do Mês" "Martinhal" "Menir da Lomba da Góia" "Menir de Arneiros" "Menir de Aspradantas" "Menir de Bem Parece" "Menires de Milrei" "Menires de Santo António" "Menires de Vila do Bispo" "Menires do Monte dos Amantes" "Menires do Padrão" "Paisagens de Vila do Bispo" "Pedra Escorregadia" "Tales from the Past" "Vale de Boi" "Vale de Gato de Cima" 3D Abrigo Antiguidade Clássica Apicultura ArqueoAstronomia Arqueologia Experimental Arqueologia Industrial Arqueologia Pública Arqueologia Subaquática Arquitectura arte Arte Rupestre Artefactos Baleeira Bibliografia biodiversidade Budens Calcolítico Carta Arqueológica de Vila do Bispo Cartografia Cetárias Cista CIVB-Centro de Interpretação de Vila do Bispo Complexo industrial Concheiro Conservação e Restauro Descobrimentos Divulgação Educação Patrimonial EPAC Escolas & Paisagens de Vila do Bispo Espeleo-Arqueologia Estacio da Veiga Estela-menir Etnografia Exposição Farol Figueira Filme Forte Grutas Homem de Neandertal Idade Contemporânea Idade do Bronze Idade do Ferro Idade Média Idade Moderna Iluminados Passeios Nocturnos Ingrina Islâmico Landscape marisqueio Medieval-Cristão Megalitismo menires Mesolítico Mirense mitos & lendas Moçarabe Moinhos Museologia Navegação Necrópole Neo-Calcolítico Neolítico Neolítico Antigo Paleolítico Património Edificado Património natural Património partilhado Pedralva Pesca Povoado Pré-história Proto-história Raposeira Recinto Megalítico/Cromeleque RMA Romano Roteiro Sagrado Sagres Salema São Vicente Seascape Toponímia Vila do Bispo Villa Romana
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sagres na Rota Omíada | Umayyad

A Rota Omíada - Umayyad consiste num percurso transfronteiriço dedicado ao turismo cultural, designadamente ao legado islâmico omíada. A rota une sete países da orla mediterrânica – Itália, Tunísia, Egito, Jordânia, Líbano, Espanha (Andaluzia) e Portugal (Algarve) – e uma herança patrimonial e cultural comum a todos eles!
Na região algarvia (Al-Gharb) a rota abrange 11 municípios e 14 localidades, designadamente Sagres, no Concelho de Vila do Bispo. Entre o conjunto de 15 apontamentos patrimoniais assinalados ao longo do percurso algarvio encontram-se, por exemplo, jogos de tabuleiro omíadas expostos no núcleo de arqueologia do Castelo de Alcoutim, um pano de muralha no Castelo de Silves, entre outros. 
Sagres constitui um ponto incontornável neste roteiro omíada. Essa foi a razão pela qual o Município de Vila do Bispo se associou ao projeto Umayyad no seu arranque algarvio. No Promontório Sagrado, mais precisamente no Cabo de São Vicente, terá sido erigida a mítica Kaniçat al-Ghurab, ou seja, a ermida do Corvo descrita pelo geógrafo árabe al-Idrisi no século XII. Durante o período omíada e segundo as fontes escritas, este santuário constituiu um dos principais locais de partilhada devoção e peregrinação moçárabe e muçulmana da Península Ibérica.
Os omíadas terão governado na nossa região entre 713 e 1031, legando-nos uma significativa memória patrimonial e, sobretudo, uma genética herança cultural bem presente em manifestações quotidianas tão simples como a nossa língua, os números que utilizamos, os nossos hábitos…
Importante será recordar que o topónimo “Algarve” deriva da expressão árabe Al-Gharb, que significa “o Ocidente”. O Gharb Al-Andalus (em árabe غرب الأندلس) era a parte mais ocidental do território Al-Andalus, estendendo-se até ao extremo sudoeste da Europa Continental – Sagres! 

É incrivelmente mais forte o que nos une do que o que nos separa!