Feliz de quem tiver uma PEDRA em SAGRES

Palavras-chave | Keywords

"Boca do Rio" "Cabranosa" "Cerro do Camacho" "Concheiro do Castelejo" "Ermida da Guadalupe" "Farol de São Vicente" "Fauna e Flora" "Fortaleza de Sagres" "Forte de Almádena" "Forte de Beliche" "Gentes & Paisagens" "Geologia e Paleontologia" "História do Mês" "Martinhal" "Menir da Lomba da Góia" "Menir de Arneiros" "Menir de Aspradantas" "Menir de Bem Parece" "Menires de Milrei" "Menires de Santo António" "Menires de Vila do Bispo" "Menires do Monte dos Amantes" "Menires do Padrão" "Paisagens de Vila do Bispo" "Pedra Escorregadia" "Tales from the Past" "Vale de Boi" "Vale de Gato de Cima" 3D Abrigo Antiguidade Clássica Apicultura ArqueoAstronomia Arqueologia Experimental Arqueologia Industrial Arqueologia Pública Arqueologia Subaquática Arquitectura arte Arte Rupestre Artefactos Baleeira Bibliografia biodiversidade Budens Calcolítico Carta Arqueológica de Vila do Bispo Cartografia Cetárias Cista CIVB-Centro de Interpretação de Vila do Bispo Complexo industrial Concheiro Conservação e Restauro Descobrimentos Divulgação Educação Patrimonial EPAC Escolas & Paisagens de Vila do Bispo Espeleo-Arqueologia Estacio da Veiga Estela-menir Etnografia Exposição Farol Figueira Filme Forte Grutas Homem de Neandertal Idade Contemporânea Idade do Bronze Idade do Ferro Idade Média Idade Moderna Iluminados Passeios Nocturnos Ingrina Islâmico Landscape marisqueio Medieval-Cristão Megalitismo menires Mesolítico Mirense mitos & lendas Moçarabe Moinhos Museologia Navegação Necrópole Neo-Calcolítico Neolítico Neolítico Antigo Paleolítico Património Edificado Património natural Património partilhado Pedralva Pesca Povoado Pré-história Proto-história Raposeira Recinto Megalítico/Cromeleque RMA Romano Roteiro Sagrado Sagres Salema São Vicente Seascape Toponímia Vila do Bispo Villa Romana
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Forte de Santo António de Beliche | Capela de Santa Catarina | Sagres

O Forte de Santo António de Belixe, localmente referido apenas como Fortaleza de Belixe, situa-se no cabo de São Vicente, dominando a enseada de Belixe Velho.
Foi erigido em data indeterminada, provavelmente no reinado de Manuel I ou no de seu sucessor, João III, seguramente antes de 1587, uma vez que o edificado militar se encontra desenhado num mapa desta região algarvia relativo ao ataque do corsário inglês Francis Drake, que o destruiu. Tinha como função controlar aquele ancoradouro e proteger os pescadores que ali exploravam uma armação de pesca de atum.
A fortificação actual remonta a uma reconstrução ordenada por Filipe III de Portugal (1621-1640), tendo sido reinaugurado em 1632, conforme inscrição epigráfica sobre o portão de armas.
O terramoto de 1755 causou-lhe danos consideráveis, tendo sido progressivamente abandonada. Foi recuperada nos finais da década de 1950 pela então Direcção Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais, no contexto dos trabalhos realizados no cabo de São Vicente e em Sagres, tendo em vista as comemorações do V Centenário da Morte do Infante D. Henrique (1960). Na ocasião, sobre os alicerces dos antigos quartéis foi erguida uma casa de chá.
Classificado como Imóvel de Interesse Público, este edificado militar preserva panos de muralha, baterias e casamatas, bem como a Capela de Santa Catarina, cujas origens remontam a uma doação do Infante D. Henrique (1394-1460), pouco antes de sua morte, e cujo retábulo, em estilo barroco, foi trasladado em 1997 para a Igreja de Nossa Senhora da Graça, na vizinha Fortaleza de Sagres.